quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Triturador de Lixo Doméstico

O triturador de lixo doméstico apesar de ser antigo, criado no ano de 1927 por John W. Hammes e inaugurado no mercado norte-americano no ano de 1938, continua sendo uma solução atual. Ele substitui o sifão normal e é ligado à tubulação doméstica.





Tritura somente lixo orgânico (restos de frutas, legumes, ossos e cascas de ovos) que em vez de ir para a lata do lixo vai para a estação de tratamento de esgoto.



Não há estudo que comprove que o seu uso seja maléfico, pelo contrário, pesquisas internacionais comprovam que os trituradores de resíduos orgânicos têm um impacto positivo para o meio ambiente, dado que 80% do lixo orgânico escoado do triturador é de fato água.

É interessante lembrar que quase metade do lixo doméstico produzido é de origem orgânica, possibilitando, portanto que toda esta quantidade de resíduos seja escoada diretamente pelo esgoto.

Além disso, o lixo orgânico proveniente dos resíduos triturados contém nutrientes minerais e aumenta o potencial para a produção de metano nas estações de tratamento de esgoto.

O equipamento pode ser encontrado facilmente em lojas de materiais de construção com o valor em torno de R$ 500,00 a 1500,00 dependendo da capacidade e potência.

No estado de São Paulo não existe nenhum movimento político com relação ao uso obrigatório do equipamento, mas em Belo Horizonte existe o projeto de lei 1371/07, em tramitação de autoria da vereadora Luzia Ferreira (PPS) que obriga a instalação de dispositivos trituradores de resíduos orgânicos em habitações com área a partir de 80 metros quadrados, com o objetivo de facilitar o tratamento e o manuseio dos resíduos nos aterros sanitários.

Hoje, os principais aterros de São Paulo estão chegando em sua capacidade máxima e a adoção deste método de descarte reduziria significamente o volume do lixo orgânico,

eliminando o mau cheiro causado pela decomposição dos resíduos orgânicos sem acompanhamento, afastando a presença de pragas como moscas, baratas e ratos, ainda reduz os custos com coleta, transporte e destinação do lixo orgânico na capital.

Nos aterros sanitários a melhora também é visível. Com uso do aparelho diminui a proliferação de germes e também gases nocivos ao meio ambiente e a população.

Fontes:

4 comentários:

Elen Arcas disse...

Engraçado!!!
Se existe esse tipo de triturador a tanto tempo e é bom, porque as pessoas não tem occonhecimento desse item e não o utilizam com maior frequencia??
Existe muitas formas de "cuidar do lixo", mas infelizmente as pessoas não dão a importância necessária a ele.
É muito melhor jogar o lixo de qualquer jeito do que perder tempo em separar, embalar e depois sim, jogar.
Precisamos ser mais honestos com nós mesmos e pensar no futuro de todos.

Será que apenas o governo tem culpa de tanto lixo na rua???

Não, nós somos muito culpados. Precisamos dar maior importancia à como dispensar o lixo de nossas casa e trabalho.

Ana Claudia disse...

Você tem toda razão Elen. Acredito que não nos atentamos ao mal que estamos proporcionando à cidade no simples ato de jogar um papelzinho de bala ou qualquer coisa na rua com aquela velha desculpa que engana a nós mesmos: Se não jogar, estarei tirando o emprego do gari! É de fato revoltante como sempre temos "argumentos" para o que não é certo.

Também fiz a mesma indagação quando fiquei sabendo da existência deste aparelho, nunca tinha ouvido falar... O valor é um pouco alto para atingir a massa, mas já é uma solução existente que deveria ser mais divulgada.

Denis disse...

Gente este post foi muito importante para mim, pois na casa da minha Namorada tem um triturador novo instalado mas ainda não funciona, porém depois de ver essas informações vou fazer o possivel para por ele em funcionamento e concientizar a todos que moram lá a utiliza-lo.
Obrigado.........

Anônimo disse...

Verifiquem no www.cleany.com.br mais algumas informações sobre esse produto que começou a ser revendido no país na década de 70. Como tweeny que hoje é de fabricação da Cleany.

Postar um comentário