quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Conscientize-se! Pare de jogar lixo na rua!

Essa imagem choca você, não é verdade?

Esta enchente ganhou grande repercussão e virou manchete em diversos canais de comunicação no Brasil e no exterior.

E esta outra imagem ... ela ao menos significa alguma coisa pra você?

E esta? Ficou tão comum que nem dá atenção?


Agora, esta outra imagem, mesmo sendo o motivo da catástrofe da primeira foto, porque não te choca tanto?


Essa foi uma maneira de abordar o tema deste post, provando que todos nós estamos envolvidos e acostumados com o errado, e se ainda não fosse o bastante, não queremos ser atingidos pelas conseqüências dos nossos erros.


Jogar lixo na rua!

Não temos nenhum problema para definir que isto é errado, que não devemos fazer, aprendemos desde crianças que é um ato mal-educado. Então, porque fazemos?
Não é muito difícil ligar o nosso “inofensivo lixinho” jogado em vias públicas com o entupimento de bueiros, que se acumulam com entulhos jogados em terrenos baldios, causando as enchentes que nos trazem doenças, desabrigados, tragédias. E que, por fim, nos CHOCAM! Irônico, não?
Mas será que devemos continuar cegamente seguindo este ciclo esperando a tragédia nos chocar? Não seria mais inteligente agir antes?
Comprovamos em postagens anteriores que o problema do brasileiro não está na falta de inteligência, mostramos muitas idéias geradas de pessoas simples, comprometidas, preocupadas com a atual situação.
Nossa maior dificuldade é nossa cultura, o “jeitinho brasileiro” de sempre achar que “comigo isto nunca vai acontecer” ou “eu não faço a diferença”, ainda “só o meu lixo não entope bueiro nenhum”, mas acontece que todos pensam da mesma forma e ainda são convictos em afirmar “nunca causei mal nenhum”. Já parou para pensar nisto? Que você pode ter, ou ainda estar contribuindo para estas tragédias que vemos quase que diariamente?
Aqui não há espaço e nem temos tempo para tentar nos inocentar ou desculpar,
é hora de ter consciência de que nossos hábitos estão nos chocando e isto está tomando proporções cada vez maiores.
Não devemos ficar murmurando, cobrando as autoridades e não fazendo a nossa parte. Mas sim, devemos ser primeiramente educados, criativos e procurar soluções que estejam ao nosso alcance!
Não jogue o seu “papelzinho de bala” na rua, guarde no bolso, que mal isto vai lhe trazer? Ou ainda, que mal você vai causar com isto?
Trocou os móveis? Ótimo! Não jogue os itens velhos em terrenos baldios, com esta atitude você só consegue atrair animais e doenças para você mesmo, além das enchentes que podem levar embora os seus móveis novos, e todo o dinheiro que você economizou com eles.
Conscientize-se! Mude! Faça bem a você mesmo! Ajude São Paulo a ser uma cidade mais limpa, mais agradável pra você mesmo viver.

Faça a diferença! Segue abaixo um link para uma das muitas instituições que recolhem móveis que teriam como destino o lixo.


Exército da Salvação: Donativos são classificados, consertados e doados para instituições carentes. Atende em São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Joinville (SC), Pelotas (RS) e Suzano (SP). http://www.exercitodoações.com.br/

4 comentários:

viniciuszerine disse...

Poxa! Fiquei chocado comigo mesmo. É difícil admitir, com certeza a consciência pesa para todo mundo ao ler este post. Inteligente a abordagem, atingiu o objetivo.

Richard O'Brito disse...

Aqui em casa, mesmo não tendo um serviço de coleta seletiva de lixo, nós fazemos a nossa parte e há três pessoas que retiram esses materiais selecionados daqui e levam até as centrais de reciclagem. Acredito que enquanto a reciclagem e a coleta seletiva de lixo não saírem do papel infelizmente essas cenas das fotos serão cada vez mais comuns.

gabriel disse...

A reciclagem é um ponto importante sim, mas não muda nada se a rua ficar entupida de lixo. Gostei deste post, não só a consciência mas a educação tem que vir em primeiro lugar!

Elaine Mel disse...

Pessoal, em primeiro lugar quero parabenizá-los pelo blog e a apresentação que foi um sucesso, o blog fala por si só, em informação, contribuição e colaboração. Vocês estão de parabéns, e digo mais, as informações prestadas me auxiliaram muito em como destinar o lixo melhor.
Beijos
Elaine

Postar um comentário